terça-feira, 22 de abril de 2014

Cadeiras Bacanas de Design Modernos

Cadeira Thonet -  criada em 1859 por Michel Thonet.  
Hoje, aos 155 anos, o modelo 214 (como é conhecida a primeira Thonet) continua na moda. A madeira envergada e o assento de palha sempre foram os trunfos da marca. A peça passou a ser sinônimo de elegância e conquistou, além de casas, muitos bares e restaurantes ao redor do mundo.
Charles e Ray Eames foram dois designers americanos que juntos realizaram grandes contribuições para o design mundial e são das figuras mais proeminentes do design do século XX e que até hoje continua super na moda, nas cores tradicionais e mais moderninhas coloridas e com tecido de veludo roxo.
Cadeira Charles Eames Wood (1953).



Poltrona Charles Eames (1956)



Cadeira Wassily - Foi projetada pelo arquiteto Marcel Breuer em 1925 para ficar na casa do pintor Wassily Kandinsky.



Chaise Le Corbusier -  Le Corbusier, é considerado um dos mais importantes arquitetos do século XX. Criou a chaise LC4 em 1928 e para ser chamada de "máquina relaxante", e segue as curvas naturais do corpo, parecendo flutuar em seu suporte.


Poltrona Barcelona - Criada pelo arquiteto americano Mies Van Der Rohe, em 1929, a Poltrona Barcelona foi projetada para receber o rei e a rainha da Espanha no pavilhão alemão da Exposição Universal de Barcelona naquele ano. A intenção do arquiteto era criar uma poltrona na qual a monarquia sentasse em uma poltrona como se estivessem em seus tronos.




Poltrona Egg - Arne Jacobsen projetou a Poltrona Egg na década de 50, assumindo a natureza como fonte de inspiração, a cadeira foi projetada na forma de um ovo, com base giratória em alumínio e mecanismo relax de ajuste de reclinagem.


Cadeira Panton - Verner Panton se tornou uma referência no design pela plasticidade de suas obras e extravagância nas formas e cores de suas criações. Em 1967, desafiou a gravidade e lançou a cadeira que se tornaria um ícone, a Panton Chair (Cadeira Panton), feita em plástico modular


Cadeira Bertoia -  Em 1950, o italiano Harry Bertoia desenhou a linha de cadeiras em fio metálico para a Knoll International. Bertoia introduziu no design um novo conceito de metal para o design com as poltronas-cesto.


Cadeira série 7 Criada pelo dinamarquês Arne Jacobsen, em 1955, a Série 7 foi uma das primeiras cadeiras já produzidas a partir de uma única peça de chapa laminada, uma técnica que evoluiu a partir dos fabricantes de hélices de avião. Até hoje faz sucesso em casas e estabelecimentos comerciais.


Cadeira vermelha e azul foi uma cadeira projectada em 1917  por Gerrit Rietveld. .
A cadeira originalmente foi pintada de preto, cinzenta e branca. Contudo, foi depois modificado para se assemelhar às pinturas de Piet Mondrian,  em 1918.

Cadeira Bardi's Bowl O projeto pioneiro da arquiteta ítalo brasileira apresenta uma abordagem mais relaxada do “sentar-se” que era radical para a época em que foi originalmente lançada, em 1951. Lina buscava introduzir um modo flexível de se aproximar do objeto – uma cadeira que se adapta às pessoas, e não o contrário. “O que é novo nesta peça de mobiliário é o fato de que a cadeira pode se mover em todos os lados, sem qualquer intermédio mecânico, apenas através de sua forma esférica”, escreveu a arquiteta sobre a cadeira. 

Cadeira de Três Pés - Joaquim Tenreiro. Criada em 1947 de  Imbuia, pau-marfim, jacarandá, roxinho e mogno. Foi o "pai" do mobiliário moderno no Brasil.


Poltrona Mole - A Poltrona Mole criada pelo arquiteto carioca Sergio Rodrigues em 1957 tornou-se um representante da identidade brasileira no design mundial. Feita em jacarandá e couro natural, a poltrona foi criada para proporcionar o prazer do descanso.
A chaise longue Rio -  criada em 1978 pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Tem estrutura de laminado de madeira prensada.
Lindíssima!!!


E aí, qual a sua predileta?
A minha? Hum.... todassssssssssss.....rsrs

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Casas Contêiner



Que tal morar e trabalhar num contêiner? Essa reportagem da Minha Casa esta muito interessante:  http://abr.ai/1ilqxyX 
As  vantagens da utilização dos Contêiner são: obra mais ágil, mais barata, a obra chega a ser 30% mais barata do que uma convencional e ecologicamente correta já que estamos reutilizando, reaproveitando algo que iria pro lixo. Só requer, no entanto, o aval da prefeitura, como qualquer outra. 

Outros exemplos:





Como construir Casas Contêiner

 A construção de uma casa contêiner deve ser feita por profissionais, não existe uma receita mágica. Como a maioria de outras construções modulares, esse tipo de construção demanda técnica e conhecimento especifico. Por isso, meu conselho é: Procure um bom arquiteto e empresas que faça projetos com estruturas metálicas. Dificilmente você encontrará uma empresa que mexa só com isso. Essa técnica é realmente muito nova no Brasil e precisa ser mais divulgada.
No mais darei algumas dicas para que você incorpore o contêiner no seu projeto e torne o ambiente mais agradável e charmoso.
  • Ao comprar o contêiner, dê preferencia por aqueles que faziam em sua vida útil  o transporte de carga refrigerada. Eles já possuem um isolamento térmico o que tornaria o clima na sua casa mais agradável. Se não encontrar esse tipo de contêiner mande fazer um isolamento, lembre-se que metais são excelentes condutores de calor, sem nenhuma proteção pode ser insuportável viver em um contêiner;
  • Os contêiner funcionam como lego, permitem mil tipos de encaixes diferentes, por isso as formas e tamanhos das construções podem ser variados, só é necessário uma boa fundação para que eles fiquem firmes no solo;
  • sistema hidráulico é idêntico ao de uma obra comum: embutido nas paredes;
  • As paredes e tetos podem ser revestidos, após o isolamento térmico, com drywall, que são bastantes leves, ideais para esse tipo de construção, ou placas de madeiras, que oferecem um ambiente mais aconchegante.
  • Os pisos, se o do contêiner estiver em boa condição, pode ser feito de forma simples, utilizando a aplicação de piso sobre piso por exemplo;
  • As portas e janelas são sustentadas pela própria chapa metálica, sem necessitar de reforços. Para fazer as aberturas são necessárias lixadeiras e brocas e o trabalho de um profissional.
Veja um esquema básico de como funcionam as principais instalações para a construção de uma casa contêiner.
projeto-casa-conteiner-pequena-organizada
Imagem via: Casa
 
http://www.arquitetaresponde.com.br/casa-conteiner/

terça-feira, 5 de novembro de 2013

terça-feira, 27 de agosto de 2013